Pular para o conteúdo principal

EU QUERO DE VOLTA O QUE É MEU!!??

Temos visto em várias denominações campanhas com o título "tempo de restituição", colocam como música da campanha aquela bem conhecida "restitui eu quero de volta o que é meu" e para fechar com chave de ouro usam o texto de Jó 40:10 levando as pessoas a entender de uma forma totalmente equivocada o texto e contexto. Cheguei a ouvir de uma pessoa um dia que devemos orar por nosso amigos que assim Deus nos "restitui", apenas esquecem o que é dito no primeiro capítulo do mesmo livro (havia um homem na terra de Uz, cujo o nome era Jó, e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal).
A enfase da postagem não é essa, mas dentro dessa abertura conseguimos entender onde chegaremos.

Eu quero de volta o que é meu, mas o que é ou era nosso de fato???


Temos pregado em nossos púlpitos que nada é nosso, tudo é dEle, que nossa casa não é nossa, mas dEle, que nossos filhos não são nossos, mas dEle, falamos também que nosso carro não é nosso, mas dEle e para 
Sua obra, que nosso dinheiro não é nosso, mas dEle, usamos o texto de Romanos 11: 35-36 (Quem já deu alguma coisa a Deus para receber dele algum pagamento? 36 Pois todas as coisas foram criadas por Ele, e tudo existe por meio dEle e para Ele. Glória a Deus para sempre! Amém!). 

Em Colossenses 1:16 (Pois por meio dEle Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais. Por meio dEle e para Ele, Deus criou todo o universo).  
Se insistimos em dizer que tudo é dEle, que tudo é para Ele e dEle são todas as coisas, porque pedimos restituição, porque queremos de volta o que "é nosso"?
No livro que usam para base da campanha Jó diz no capitulo 1:21 Nu sai do ventre da minha mãe e nu voltarei para lá, o Senhor me deu e o Senhor tomou, bendito seja o nome do Senhor; ou seja, Jó tinha a consciência que nada era dele, mas sim de Deus, ele não pediu restituição! Ai você pergunta: Mas no capítulo 42: 10b diz que Jó teve o dobro do que tinha. Em todas as traduções a bíblia nunca fala em restituir, 

Segue abaixo:

  •  E o Senhor ACRESCENTOU a Jó, em dobro... Acrescentou - Juntar alguma coisa a outra (adicionar, juntar, somar, ampliar, dilatar).
  • O Senhor fez com que ele ficasse rico DE NOVO e lhe DEU em dobro...Deu - Oferecer (Trouxe, ofertou, presenteou).
Em momento algum a palavra diz sobre restituição, mas sim e acrescentar, dar, não em devolver ou restituir, não somos restituídos de nada porque não podem nos restituir algo que não seja nosso, precisamos nos libertar desse contexto equivocado que desperta em nós algo como se fossemos injustiçados e prejudicados, precisamos tirar de nossa mente que tudo que ocorre em nossas vidas que esteja fora dos nossos planos foi o inimigo que roubou e que podemos implorar por restituição.
Vivemos em um mundo materialista, vemos igrejas enriquecendo e ensinando as pessoas a lutarem causas que não entendem.
É mais fácil colocar tudo na conta do inimigo ao invés de enxergamos que somos egoístas, mesquinhos, avarentos, que nos preocupamos em encher nossos seleiros, é mais fácil nos convidar para campanhas onde vamos entrar em uma luta que não existe do que nos chamar e ministrar sobre caráter e honestidade.
DEUS DEU O DOBRO A JÓ NÃO PORQUE ELE OROU POR SEUS AMIGOS, MAS SIM PORQUE JÓ ERA UM HOMEM INTEGRO E RETO DIANTE DE DEUS.

Mas o que era nosso de fato?

A única coisa que era nossa de fato que a bíblia descreve era a condenação!!!
Após a queda de Adão no Éden, passamos a ser inimigos de Deus, em Romanos 3:23 diz: (Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus), estávamos condenados a morte e ao inferno, isso de fato era nosso, a única coisa que era nossa de fato era a condenação eterna, e como podemos pedir de volta o que é nosso? Pedimos de volta a condenação eterna? Em Efésios 2:5 diz: (Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos) Aleluia! Graça = Favor imerecido, ou seja tudo absolutamente tudo vem dEle, nada é nosso, hoje não mais estamos condenados, portando nenhuma condenação há para quem está em Cristo Jesu! Romanos 8:1.

A palavra do Senhor contem tesouros insondáveis para nossas vidas, mensagens que nos levam a refletir que nos éramos e que somos de fato, nos ensina que nada é nosso e tudo vem da infinita misericórdia do Senhor que se renova a cada manhã e por essa misericórdia que não somos consumidos. Não temos crédito nenhum com Deus, muito menos algo que Ele possa nos restituir.
Lembre-se tudo bem dEle, é para Ele e por Ele.

Deus te abençoe.
Pr. Fernando
Web Rádio Palavra Viva.







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Existem apóstolos nos dias de hoje?

Nunca se viu tantos apóstolos como neste início de século. Em cada canto, esquina e cidade encontramos alguém reivindicando o direito de ser chamado apóstolo. Entendendo o movimento de restauração e o movimento apostólico: O chamado movimento de restauração defende a tese de que Deus está restaurando a igreja. Para estes, após a morte dos primeiros apóstolos, a igreja de Cristo paulatinamente experimentou um processo de declínio espiritual culminando com a apostasia vivenciada pelos seus adeptos no período da idade média. Com o advento da Reforma Protestante, os defensores desta teologia afirmam que Deus começou a restaurar a saúde da igreja. Segundo estes, Lutero foi responsável pela redescoberta da salvação pela graça, e agora no século XXI, estamos vivendo a restauração do ministério apostólico. Os teólogos desta linha de pensamento afirmam que a restauração dos apóstolos é uma das últimas coisas a serem feitas pelo Senhor, antes de sua vinda. Para os adeptos desta linha de pensame…